segunda-feira, 21 de setembro de 2015

DEUS VEM VINDO


"Quem busca estender as flores da bondade é escolhido para colher os frutos da simpatia."

Ninguém conhece as tribulações que te espancam por dentro da própria alma.
Observas-te no ápice da resistência e em muitas ocasiões, te inclinas a ideia de deserção...
Entretanto, insiste no cultivo da paciência, um tanto mais, e resguarda-te nos deveres que a Divina Providência te confiou.
Deus vem vindo...

Perdeste as mais belas aspirações, em vista dos golpes que a realidade te desferiu.
Por vezes, sentes o ímpeto de agir contra a própria existência...
Conserva-te, porém, na paciência, um tanto mais, e prossegue na execução dos teus próprios encargos.
Deus vem vindo...

A solidão te oprime os sentimentos, embora quase sempre vejas na multidão.
Nesses instantes, parece-te que a morte se aproxima e não raro, experimentas a tentação de abraçar a fuga e a irresponsabilidade...
No entanto, usa a paciência, um tanto mais, e persevera na s tarefas que a vida te deu para realizar.
Deus vem vindo...

Lembra os obstáculos e crises, quedas e provas que já atravessaste, dos quais sempre ressurgiste para o reequilíbrio e para a busca da felicidade, sem que saibas explicar de que maneira te refizeste para a alegria de viver e conviver.

Avalia as bençãos que te marcam os dias e as vitórias íntimas que entesouraste no campo das próprias experiências e nunca te acomodes com o desespero.
Se ainda não dispões de segurança a fim de te sustentar a própria fé, acalma-te, trabalha, serve, espera e guarda a certeza de que Deus vem vindo...

EMMANUEL, através da psicografia de Francisco Cândido Xavier, 
no Livro IRMÃO, Instituto de Divulgação Editora André Luiz, 
São Paulo, maio de 1980.